IGREJA DO NAZARENO
Av. da Saudade, 965 • Ponte Preta • Campinas/SP
CEP 13041-670 • Tel.: (55.19) 3233.1552
 
 
 
Destaques
 
02/03/2015
Aí vem o Amanhã. E agora?

Você conhece alguém que vive a vida como se não houvesse amanhã? Pode parecer uma pergunta tirada de música ou um clichê que se ouve a toda hora em programas de entrevista, mas continua sendo intrigante. Podemos entendê-la de duas formas.

A mais comum é aproveitar tudo o que temos direito "hoje" já que o dia seguinte não chegará. Inclusive, este modo de interpretar foi o tema de um samba enredo deste ano de 2015, baseado em uma canção de Paulinho Moska (O que você faria se só lhe restasse esse dia?).

Porém, o sentido que quero abordar é: E se a oportunidade bater à sua porta amanhã? Você estaria preparado? Ou responderia: "Amanhã eu faço o tal curso. Amanhã eu estudo esse assunto. Amanhã eu começo a aprender espanhol. Neste caso o amanhã não existe, ele já chegou". 

Recentemente, lendo um livro, caí na gargalhada quando li uma frase engraçada e muito verdadeira: "É quando a maré baixa que vemos quem está nadando pelado". Foi proferida por um dos homens mais bem sucedidos e ricos do mundo - Warren Buffet. A primeira reação é rir e imaginar a situação, mas se formos além, chegamos à conclusão de que não adianta fingir estar preparado, uma hora a deficiência aparece.

Acredito que temos exemplos em várias áreas para sustentar essa hipótese de que nadar desprovido de vestimenta adequada um dia é descoberto por todos e pode ser motivo de vergonha, arrependimento, frustração e até mesmo, quem sabe, levar a uma motivação para mudar de vida. Mas não precisamos passar por isso, certo? Vamos refletir...

No Esporte. Você é um atleta. É preciso estar preparado. Como participará de competições ou almejará lugares altos no pódio ou contratos valiosos se não está treinando, se não está se alimentando adequadamente, se não complementa seu corpo com tudo aquilo que ele precisa para vencer? Alguém melhor preparado vai passar e chegar na sua frente.

Nas Finanças. Você quer trocar de carro ou quer comprar uma casa. De repente aparece uma oportunidade única, porém você não fez o seu "pé-de-meia" e viveu a vida como quis, quando se trata de dinheiro. A oportunidade vai passar e você vai ficar chupando o dedo. Talvez não aconteça mais, nunca mais.

No Mercado de Trabalho. Você é um ótimo funcionário, candidato à promoção, mas não é o único, claro! Então, surge uma vaga internacional, e no seu Currículo não existe nenhuma língua estrangeira avançada ou fluente. Será que vão esperá-lo atingir este nível? Penso que não! Há pessoas já preparadas para isto.

Na Vida Doméstica. Uma simples visita pode parecer um martírio quando você descobre que só tem água para servir. Algo tão corriqueiro, mas que faz toda a diferença para quem se prepara e para a impressão de quem visita. 

Tudo isso acontece todos os dias nos centros de treinamentos, nos bancos, nas empresas, em casa. São eventos não marcados em nossas agendas, mas que podem mudar nossa situação para melhor, caso estejamos prontos, ou deixar-nos estagnados e frustrados, caso deixamos o tempo passar e não fizemos o que deveríamos.

Assim também acontece com quem se preocupa com a vida cristã. A Bíblia é repleta de exemplos de pessoas preparadas, e despreparadas também.Uma primeira história que chama atenção é a parábola das 10 virgens, no livro de Mateus, capítulo 25. Nesta passagem, aparecem 5 virgens néscias, em nossa linguagem "loucas", e  5 virgens prudentes. As primeiras não se preocuparam, mas as outras foram as que mantiveram as lâmpadas acesas com o estoque suficiente de azeite até a volta do noivo. Isso é chamado na Bíblia de PRUDÊNCIA. Sabe o que as néscias tiveram que ouvir da boca do noivo? "Eu não sei quem são vocês".

Em uma história do livro de Gênesis, do Antigo Testamento, pode-se ver a vida de José, que foi vendido pelos irmãos. Por causa da inveja, teve que viver em uma terra estranha, adaptou-se àquele novo modo de vida, ganhou a confiança do Faraó e, assim, tornou-se governador do Egito, o segundo em hierarquia, só abaixo do faraó. No entanto, isso não ocorreu de uma hora para a outra. Durante todo esse período, ele foi instruído em várias áreaspor especialistas. José aproveitou a oportunidade para se preparar e quando ela surgiu, ele a agarrou sem hesitar e fez bonito.

Enfim, no livro de Tessalonicenses, capítulo 5, o texto compara o dia da volta do Senhor como o ladrão da noite e como o dia do parto. O que têm em comum essas duas situações? Ninguém sabe quando ocorrerão! Nos dias atuais, o nicho que mais cresce é o de "segurança pessoal e patrimonial", todos se protegem para que não sejam pegos de surpresa, para que o ladrão não os surpreenda. No outro caso, a mulher grávida deve estar preparada para quando o trabalho de parto começar, o que pode ser muito antes do que ela e o médico imaginam.

Sendo assim, a preparação é um item indispensável em qualquer área da nossa vida. Não significa tentar prever, não é perder tempo lendo sobre assuntos, não é estudar em vão, não é luxo adquirir habilidades e conhecimentos, pelo contrário, é investir o tempo para que não sejamos surpreendidos, e surpreendidos para o mau. A característica da vida é assim incerta, mas pode haver rumos mais certeiros. Portanto, termino minha reflexão com a frase final da parábola das virgens que nos serve como um conselho, ou melhor, uma ordem: "Fiquem vigiando porque vocês não sabem qual será o dia e a hora". Isso é estar preparado. 

Por Aline Grippe, professora e tradutora

 
 
Nome
E-mail
Cidade
Estado
 
 
Nome
E-mail
Pedido
 

Domingo 
 09h l Culto Devocional
• 10h l Escola Bíblica Dominical
• 19h l Culto da Família/Evangelístico

2a. Feira l 14h l Artesanato 

3a Feira l 20h l Culto de Oração

4a Feira l 19h30 l SOS Família 

5a Feira l 20h l Cultos dos Ministérios

Sábado l 19h00 l Jovens e Adolescentes 

2a a 6a Feira
12h l Almoço com Deus 

 

IGREJA DO NAZARENO © Desde 2015 - Todos os direitos reservados