IGREJA DO NAZARENO
Av. da Saudade, 965 • Ponte Preta • Campinas/SP
CEP 13041-670 • Tel.: (55.19) 3233.1552
 
 
 
Destaques
 
06/09/2016
Dízimo de tudo: adoração, fidelidade, gratidão!

 

“... ENTÃO ENTREGOU ABRÃO O DÍZIMO DE TUDO.” Gênesis 14:20

 

Gostaria hoje de refletir com você, meu caro irmão e amigo em Cristo Jesus, sobre um assunto que tem sido muito discutido nos dias de hoje, não apenas por parte de novos crentes em Cristo Jesus, mas também, por aqueles que se dizem estar na caminhada já faz algum tempo, O DÍZIMO. Vamos iniciar pelo básico - a expressão é proveniente da idéia ligada a décima parte de alguma coisa, de uma propriedade, produção, rendimentos e etc.

 

Na Bíblia o dízimo está diretamente ligado ao sentido de ADORAÇÃO, FIDELIDADE e GRATIDÃO a Deus. Nos textos mais conhecidos como este de Gênesis 14:20 e de Malaquias 3:10, podemos destacar essas verdades presentes. Em Gênesis nos deparamos com Abraão reconhecendo a fidelidade de Deus à sua vida ao lidar vitória sobre os seus adversários, por isso, decide adorá-lo e com o coração cheio de gratidão, apresenta-se diante do servo do Senhor Melquisedeque e lhe entrega o dízimo de tudo o que possuía, instituindo a partir desse momento, a tradição de se entregar o dízimo ao Senhor diante daqueles que foram instituídos como servos do altíssimo.

 

Esta ideia é ratificada no texto de Malaquias, quando o próprio Senhor, falando por boca do profeta, exorta ao povo sobre a importância do dízimo e aonde deve ser ele entregue, na Casa do Tesouro, uma referência ao lugar aonde se guardavam os dízimos e ofertas no templo do Senhor. Ainda no texto de Malaquias, o contexto do capítulo é enriquecido com a ideia de que, todo aquele que não apresenta o seu dízimo na casa do Senhor é considerado ladrão e ingrato, pois está deixando de reconhecer através de uma atitude de desprendimento a verdade de tudo o que Deus tem feito para a sua vida. O entregar dízimo na Casa do Senhor revela sim, a gratidão de um coração adorador e a semeadura de bençãos para uma caminhada com Senhor. Além disto, trata-se de um combate claro a avareza e idolatria, ou seja, o apego excessivo ao dinheiro, transformando-o num "deus" a ser seguido.


O lugar de se entregar o dízimo é na Casa do Senhor, ou seja, na Igreja. Esta razão se dá, porque a Bíblia reconhece a Igreja como sendo o meio propagador do Evangelho e das verdades divinas para os homens. Quando deixamos de contribuir para a Casa do Senhor e caímos em ciladas de acharmos que podemos administrar o dízimo da maneira que desejarmos, incorremos em transgressão dos ensinamentos bíblicos, nos tornando senhores do dízimo e não entregadores dele, ato totalmente contrário aos que os dois textos anteriores nos ensinam.


Muitos alegam que o dízimo é um ensinamento do Antigo Testamento e que para o período da graça, depois de Cristo, não há mais referência a tal ato. Pois bem, isto é o mesmo que afirmar que ter o Senhor como nosso pastor e cuidador também já passou porque está no Antigo Testamento. Querer que Deus abra o mar vermelho que se encontra a nossa frente, ou nos dê vitórias sobre os "Golias" da vida, ou nos guarde das fornalhas ardentes e das covas de leões, já passou porque é uma referência do Velho Testamento. Devemos cuidar para não cairmos em tal hipocrisia, pois, tal atitude apenas camufla a verdade que alguns desejam se tornar senhores de si mesmo, roubando este lugar de Deus em suas vidas.


Coloco-me a pensar muitas vezes, como pode alguém dizer-se seguidor fiel de Cristo e colaborador de Sua obra, se não é capaz de cumprir com esse princípio basilar de adoração e gratidão que é o dízimo? Permita-me concluir com outra pergunta: Você já pensou se Deus devolvesse a ti as bênçãos da mesma forma como você lhe entrega o dízimo e as ofertas??? Aquilo que o homem semear, isto colherá (Gálatas 6:7).

 

Revdo. Humberto de C. Oliveira

 
 
Nome
E-mail
Cidade
Estado
 
 
Nome
E-mail
Pedido
 

Domingo 
 09h l Culto Devocional
• 10h l Escola Bíblica Dominical
• 19h l Culto da Família/Evangelístico

2a. Feira l 14h l Artesanato 

3a Feira l 20h l Culto de Oração

4a Feira l 19h30 l SOS Família 

5a Feira l 20h l Cultos dos Ministérios

Sábado l 19h00 l Jovens e Adolescentes 

2a a 6a Feira
12h l Almoço com Deus 

 

IGREJA DO NAZARENO © Desde 2015 - Todos os direitos reservados